segunda-feira, 8 de março de 2010

Experiências e desafios



Olá, pessoas!

Ufa... estive muito tempo ausente. Agora acho que vai ficar difícil eu vir aqui com a habitual frequência, mas eu não desisto! hehehe.

Sim, está tudo muito corrido... as aulas começaram... agora eu durmo à 1:00 e acordo às 5:00. Nesta cidade maluca tudo é longe. Enquanto eu não posso me mudar para mais perto do trabalho ou da universidade, tenho que aguentar a correria, né? Tenho um objetivo grande que para mim vale o esforço. E tenho pessoas especiais ao meu lado me incentivando, compreendendo, auxiliando... isso tudo torna o fardo mais leve para carregar.

Bom, nem todo mundo sabe, mas eu estou mudando de área, por isso resolvi fazer mais uma faculdade... Era a minha primeira opção, mas minha vida tomou um rumo diferente do que eu imaginava na época. Parecia tudo fácil, mas não é bem assim. Entretanto, agora concluo que não haveria época melhor para eu cursar o que eu sempre quis. Hoje já amadureci bastante e sei dar o devido valor a cada acontecimento que me "pega". Estou cansada, atarefada, mas muito satisfeita!

Muitos me incentivaram, mas muitos torceram a cara. A quem torceu a cara, só tenho a dizer que não existe receita mágica para todos viverem a vida. Cada um constrói seu caminho como achar melhor, ou de acordo com as possibilidades que tem. Dos que conheço que seguiram a "receita mágica" se dizem infelizes, insatisfeitos, desanimados. Eu não me importo de terminar a faculdade com mais de 30 anos de idade, me importo em realizar aquilo que acredito. E aliás, me imagino sentada numa cadeira de faculdade com 50, 60 anos. Que seja a 5ª ou 6ª faculdade... ou mestrado e doutorado... não importa. Conosco só levamos desta vida três coisas: o que vivemos, o que amamos e o que aprendemos.

A opinião alheia desfavorável a meu respeito não me interessa. Descobri que posso despertar nas pessoas simpatia e antipatia, sem ao menos me conhecerem. A idade de uma pessoa não conta para a sua espiritualidade, mas não é por isso que sua experiência de vida deve ser descartada. "Ter humildade para aprender com os que sabem mais e amor para ensinar aos que sabem menos". É assim que encaro a aquisição de conhecimentos em qualquer área da vida.

Não sei competir, nunca aprendi a guerrear. Quem quiser travar uma batalha comigo, aviso logo ao pretenso inimigo que ele é o vencedor. Uns nascem para vencer o mundo, outros, para se vencer. Estou na segunda categoria.

E assim encerro o post de hoje. Estava com saudades daqui. E não sei quando eu volto.... mas eu volto!

4 comentários:

Menina Misteriosa disse...

Sweet,
Tenho tanto orgulho de ti!
Pela batalha, por correr atrás de seu sonho, por manter o alto astral, pela pessoa maravilhosa que é.
Não vamos agradar a todos. E a diversidade permite isso e eu respeito.
Também não sou de guerrear, te entendo bem.

Parabéns pelas mudanças e conquistas!

Te adoro!
Um beijo


http://meninamisteriosa.wordpress.com/
http://www.aceuabertodaboca.blogspot.com/

Luna Sanchez disse...

Que energia tem essa mulher! Oh, delícia de post, delícia de gente, cabeça abençoada!

Saio do teu blog com uma vontade gigante de abraçar alguém, sabia, moça?

Parabéns, docinho. A exemplo da menina, também sinto orgulho de ti! =)

Beijos, vários!

A Dorothy.

ℓυηα

Mauro Sérgio de Morais disse...

Delícia de Texto.


Vou deixar um jabá aqui, posso?

Vem aí #PSVsite Crônicas: www.psvsite.com/cronicas - desafios literários do PSV. Lançamento oficial dia 26/3, próx. sexta

Luna Sanchez disse...

Oi, querida! Vim tentar matar um pouco da saudade...

Beijo, beijo.

ℓυηα